A casa de espelhos

A casa de espelhos

Fala, galera! Saudações rubro negras! Vocês devem estar se perguntando por onde anda Jefferson Montenegro, já que há um tempo ele não pinta por aqui. Nosso amigo está um pouco atarefado, mas tão logo seja possível, estará conosco novamente. E por isso, o Bardo Rubro Negro, comigo, André Zotês, volta antes do combinado. Para não nos alongarmos, vamos à nossa prosa! Cariocão está queimando tudo (literalmente, com esse calor de quebra de recordes de temperatura!) e estamos nas semifinais da Taça Guanabara. Então, vamos fazer um resumo do que aconteceu até aqui para nos situarmos melhor…

Após a Florida Cup, tivemos um escasso tempo para treinar, algo já recorrente em nosso calendário. Abel acenou com a utilização de dois times, implementando um rodízio nesse início de temporada. E foi assim, cada adversário que enfrentamos, uma equipe distinta. Praticamente todo o elenco foi utilizado, exceto Lincoln e Thuler, ambos no Sul-Americano Sub-20 e alguns recém chegados da base.

Dessa forma, todos tiveram chances, enquanto nosso técnico observava e escolhia as peças que considera as ideais para ser o time titular mais aqueles que seriam os “titulares” de elenco, digamos. Dos reforços que chegaram, Rodrigo Caio parece o que está melhor condicionado fisicamente, vem rendendo bem, inclusive já marcou um tento de cabeça. Gabigol me parece um pouco atrás, mas está sedento por marcar seu primeiro gol, vem atuando com muita entrega. Arrascaeta já acho que está abaixo da sua melhor condição, até porque perdeu parte da já curta pré-temporada brigando com seu ex-clube. Aos poucos, vem progredindo e logo estará exibindo seu bom futebol, o qual acrescentará muito ao nosso mais querido. E Bruno Henrique, em sua estreia, mudou a partida contra o Botafogo, deixando claro que quer corresponder às expectativas de Abel, que pediu sua vinda. Marcou duas vezes, o mesmo em toda sua última temporada.

Dos antigos nomes, cabe ressaltar que Éverton Ribeiro segue se destacando, Vitinho precisa entender melhor o clube e sua tradição, Cuéllar segue nos protegendo, Arão tá precisando de um banco de novo (por que isso em todo recomeço de temporada?), Renê na média, Rhodolfo deve mesmo ficar na nova zaga, assim como Diego Alves em nossa meta, Diego ficou (e vem indo bem) e ainda temos a lateral direita como nosso calcanhar de Aquiles. Aproveito também para dizer que Trauco tá pedindo passagem, Léo Duarte deveria estar na nova zaga (minha opinião), Dourado e Uribe estão travando boa briga (isso é bom), se Diego Alves bobear o César volta, Piris pode evoluir mais e até agora, minha grande decepção vem sendo o Jean Lucas. Fez o gol nos EUA e depois mais nada. Tá perdendo a oportunidade… Aliás, esperava que o nosso comandante fosse utilizar mais a garotada, entretanto eles pouco estiveram em campo. Usaria esse último jogo no primeiro turno contra a Cabofriense para dar rodagem aos moleques, mas parece que o provável time principal deve ser o testado. Uma pena, pois quero que a base tenha mais chances.

Falando especificamente de nossa trajetória e adversários até agora, o Fla não fez mais que sua obrigação. E está devendo um bom futebol. Como uma “Casa de Espelhos”, vem distorcendo sua imagem. Ora, aparentando estar “torta”, ora parecendo horripilante e assumindo uma postura demasiadamente defensiva. Diante de tamanha confusão, às vezes parece não se reconhecer, quando na verdade, deve olhar para si mesmo para extrair e resgatar o seu melhor. É normal acontecer algo do tipo neste período do ano, só que nem sempre vai ser possível usar a vaidade e beleza individual para se achar a saída. Se não for traçado um norte, tudo vai se perder. Tomar gol de lateral (Bangu), não conseguir criar (Resende), ter medo e não ousar (Botafogo) não deve ser normal. Somente contra o Boavista é que se viu uma imagem real do que a torcida gostaria, um vislumbre. O que a gente mostra no espelho reflete o que somos. E o que somos é um time ofensivo com jogadores capacitados para um bom futebol, não um time cheio de volantes e jogando pequeno. Abel precisa entender que isso é Flamengo. Assim, a gente trilhará o caminho certo.

Leave a comment

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *