"Flastation"

"Flastation"

Fala, grandiosa Nação! Beleza? Não vi o jogo com o Bahia por motivos de trabalho, então a nossa prosa aqui será em tons sarcásticos, como forma de protesto.

Mário e Hulk juntos, mas e o Goku?

Super Mário vem aí?  Não sei, mas, se a gente tivesse falando de uma bomba relógio daria no mesmo. Nome de seleção, oportunidade de marketing, chances de mais gols, aprovado por Jesus e uma possível vontade de trajar o Manto Sagrado. Tudo isso atrelado a um pacote de polêmicas: esse é o italiano de origem ganesa, Mário Balotelli. Se vier e fizer gols, sem tumultuar, seria uma boa. Rolam comparações com Adriano, mas ele era o Imperador Rubro Negro, cria da Gávea, pra mim, muito diferente. Balotelli viria de fora, será que a torcida teria a mesma paciência, o mesmo carinho? Se corresponder, com certeza. Nós temos o Hulk, seria uma bela dupla com o Gabigol. A questão é saber se o Mário vai mandar alguém tomar Goku…

Corra, Filipe, corra!

Tão rápido quanto nosso novo lateral esquerdo correu em Salvador, o Barrichello fez a volta mais rápida de um circuito. Mas, sem zoeira, velozes foram as postagens de memes sobre o que teoricamente se mostrou uma estréia precipitada. Foi nítida a discrepância entre Filipe Luís e seus colegas de equipe no quesito forma física. Jesus apostou no que tinha de melhor, não deu certo. Usou uma equipe no limite da fadiga, desfalcada, desentrosada, sem muito tempo de treino conjunto. Porém, a ideia de lançar o lateral esquerdo da Seleção num jogo “perigoso”, pode ter sido vislumbrando além dos Montes das Oliveiras. Fiquem atentos…

Dai a César o que é de César

E nesse caso, a titularidade, porque Diego Alves, só pelo amor de Jesus. Única explicação, além de estar vivendo só de nome, ultimamente. Diego Alves defende pênaltis? César também. Diego Alves tem boa reposição e saída de bola com os pés? Opa, nem tanto. E depois dessa paçocada na Fonte Nova que resultou num gol de Bombapatch, já deu. Não é de hoje que vem falhando. César sempre que solicitado, tem correspondido. Seguro mais do que o goleiro “europeu”. Experiência? Ah, ora pois… Deixa ele orientando no banco um pouquinho, então, que a gente não perde nada.

Por fim, Pará foi embora, agora esse nome no Flamengo apenas lembra açaí. Falta o Rodinei, alegrar em outras vizinhanças. Fui!

Leave a comment

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *