“O Canto do Cisne”

“O Canto do Cisne”

Fala, galera Flacaster! Tudo bem com vocês? Demorei, mas vamos para mais um Bardo Rubro Negro, comigo, André Zotês, agora em ritmo de férias e na Copa América. Vambora?

O plantel rubro negro está “off”, mas aqui é trabalho! Antes de Jesus chegar, tivemos um último jogo temporário que não chegou a ser um apocalipse, mas manteve a nossa equipe entre o céu e o inferno. Na Gávea, não existe purgatório, então é vai ou racha. Entretanto, o primeiro tempo da partida com o CSA parecia ser o limbo, onde o futebol que sabemos que os jogadores que temos, possuem; deve ter se perdido.

Na volta do intervalo, as coisas mudaram o suficiente, apenas. Um gol do Vitinho, que era o único que estava tentando algo diferente desde o começo e outro de Gabriel Barbosa, que precisa realmente controlar essa ansiedade para poder finalizar com mais eficiência. E aqui, devemos destacar alguns fatos… A produção do time só teve uma melhora quando Éverton Ribeiro apresentou um pouco da qualidade que tem sido sua marca nesta temporada. Também não podemos esquecer a fragilidade do adversário, que não vem fazendo o que precisa para se manter na elite ano que vem. Temos que lembrar que a parte ofensiva no geral obteve um desempenho muito abaixo do que pode render, embora parte disso recaia ao setor de meio campo, totalmente sem criação.

Mas, não tivemos somente destaques negativos. Vale ressaltar que a defesa não foi vazada, atuando de maneira oposta ao nosso ataque. Mesmo com desfalques como Diego, Léo Duarte e Pará (esse até poderia ser considerado como reforço por alguns); os substitutos deram conta: além do já citado Vitinho, Thuler foi seguro e Piris vem melhorando, ainda que não seja como o Cuéllar. Rodinei entrou na lateral direita, onde poderíamos ter visto um pouco mais de João Lucas, que estreou só por um instante. Incrivelmente, Rodinei teve boa atuação. César no gol já sabemos que tem ido bem.

Como um verdadeiro apóstolo, Marcelo “Fera” Salles preparou a chegada de Jesus, entregando um Flamengo em terceiro no Brasileiro; classificado para as quartas na Copa do Brasil, ainda nas oitavas da Libertadores, com a defesa sem a mania de levar gols em todos os jogos (fator Arão?), mas com alguns problemas do meio para frente, agora – vai entender. Esse é o nosso canto do cisne, por enquanto. Jesus não vai poder descansar no sétimo dia, vai precisar trabalhar bastante para atender as muitas expectativas da Nação. Tenhamos fé!

 

NOTA: As colunas “Fala, Sam!” e “Bardo Rubro Negro” terão um pequeno recesso. A “FlaBarba” e “O meu nome é Flamengo” devem voltar juntamente com as demais nas novidades que teremos após a Copa América.

Leave a comment

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *